Manifestantes voltam a invadir Parlamento do Iraque

País vive crise política desde outubro do ano passado

Foto: Epa
Credit...Foto: Epa

Apoiadores do líder xiita Moqtada Sadr invadiram o Parlamento do Iraque neste sábado (30) em mais um capítulo da profunda crise política que o país vive desde as eleições de outubro do ano passado. Essa é a segunda invasão nesta semana.

Há 10 meses, o Parlamento não consegue indicar um presidente e um premiê para o país e Sadr lançou uma intensa campanha de pressão política contra o candidato de oposição, Mohammed Chia al-Soudani.

O político tem seu nome sendo veiculado como próximo premiê, mas é muito próximo do ex-primeiro-ministro Nouri al-Maliki, um rival histórico na política de Sadr.

Apesar de terem conseguido entrar no Parlamento e postarem fotos em um clima de "tranquilidade", os protestos do lado de fora em Bagdá tiveram ao menos 125 feridos, segundo a missão das Nações Unidas no Iraque.

Destes, 100 eram manifestantes e 25 os agentes policiais. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais