Otan pode enviar jatos militares para Ucrânia

Além disso, EUA devem enviar drones em novo pacote

Foto: Ansa
Credit...Foto: Ansa

Os Estados Unidos e os países-aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) estão estudando a possibilidade de enviar jatos militares para a Ucrânia lutar contra a Rússia, informam fontes ao jornal norte-americano "The Washington Post" nessa sexta-feira (22).

Citando o chefe da Força Aérea, general Charles Q. Brown Jr, as opções disponíveis seriam os modelos Gripen, feitos na Suécia, os Rafale, produzidos na França, ou os Eurofighter Typhoon.

Todos as aeronaves são fabricadas em nações que fazem parte do bloco.

Já a agência Bloomberg informa que o novo pacote de ajuda militar dos Estados Unidos, que já foi confirmado pelo governo, mas ainda não tem nada oficial de anúncio, incluirá também mais unidades dos drones de guerra Phoenix Ghost, além dos sistemas de lançamentos de mísseis Himars.

Os novos envios de equipamentos militares vêm na esteira dos pedidos de Kiev e devem ajudar os ucranianos a fazerem ataques contra bases russas em cidades tomadas por Moscou.

Nesta sexta-feira, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, afirmou ao jornal "The Wall Street Journal" que "a cada dia, cerca de 30 militares ucranianos são mortos no fronte e cerca de 250 ficam feridos".

De acordo com o mandatário, "no ápice dos ataques entre maio e junho, a Ucrânia perdia entre 100 e 200 militares por dia". No entanto, Zelensky não informou quantas baixas ocorreram desde o início dos ataques, em 24 de fevereiro, apenas afirmou que os números "são muito inferiores" aos da Rússia - que se aproximariam de 40 mil, segundo Kiev. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais