EUA e Reino Unido anunciam sanções contra oligarcas russos

Lista americana inclui punições contra o porta-voz de Putin

Foto: Epa
Credit...Foto: Epa

Os Estados Unidos e o Reino Unido anunciaram nesta quinta-feira (3) novas sanções contra oligarcas russos em resposta à invasão da Ucrânia, que já provocou a morte de mais de 240 civis, segundo a ONU.

Durante pronunciamento na Casa Branca, antes de se reunir com seu gabinete, o presidente americano, Joe Biden, impôs uma lista de punições que deve afetar cerca de 50 pessoas, incluindo o bilionário Alisher Burhanovich Usmanov e o porta-voz de Vladimir Putin, Dmitry Peskov.

Além de restrições econômicas, o governo americano vai suspender os vistos e proibir viagens para seus territórios a estes indivíduos. Todos os listados serão excluídos do sistema financeiro dos Estados Unidos, seus ativos congelados, e suas propriedades serão bloqueadas para uso.

Segundo o democrata, as punições à Rússia estão a ter um "impacto profundo", no momento em que o país ataca indiscriminadamente a Ucrânia. "Os EUA vão continuar a aplicar sanções severas contra Vladimir Putin e aqueles ao seu redor", disse Biden.

Em nota, a Casa Branca explicou que "os Estados Unidos e os governos de todo o mundo trabalharão para identificar e congelar os bens que as elites russas e seus familiares detêm em nossas respectivas jurisdições - seus iates, apartamentos de luxo, dinheiro e outros ganhos ilícitos".

Entre os afetados estão: Nikolai Tokarev (junto com sua esposa Galina, filha Mayya e suas duas imobiliárias de luxo); Boris Rotenberg (junto com sua esposa Karina e seus filhos Roman e Boris); Arkady Rotenberg (junto com seus filhos Pavel e Igor, e filha Liliya); Sergei Chemezov (junto com sua esposa Yekaterina, seu filho Stanislav e enteada Anastasiya); Igor Shuvalov (junto com suas cinco empresas, sua esposa Olga, seu filho Evgeny, sua empresa e jato, e sua filha Maria e sua empresa); Yevgeniy Prigozhin (junto com suas três empresas, sua esposa, Polina, sua filha Lyubov e seu filho Pavel); Peskov; e Usmanov.

Já o governo britânico aplicou sanções também contra Usmanov, considerado um dos empresários mais ricos da Rússia, e do ex-vice-primeiro-ministro Shuvalov. Com isso, serão congeladas qualquer propriedade atribuível aos dois no Reino Unido, além de ambos estarem proibidos de viajar para o território britânico.

"Sancionar Usmanov e Shuvalov envia uma mensagem clara a Moscou de que pretendemos atingir todos os oligarcas e indivíduos associados ao regime de Putin e sua guerra bárbara", disse a ministra das Relações Exteriores do Reino Unido, Liz Truss, ressaltando que o governo de Boris Johnson "não vai parar".

"Nosso objetivo é paralisar a economia russa e matar de fome a máquina de guerra do líder do Kremlin", concluiu a britânica. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais