Protesto contra Bolsonaro tem confusão em Pádua, na Itália

Cerca de 500 pessoas estiveram na cidade para protestar contra o presidente

Foto: Ansa
Credit...Foto: Ansa

A polícia de Pádua usou jatos de água nessa segunda-feira (1º) para dispersar um grupo de cerca de 500 manifestantes que estiveram no local para protestar contra a visita do presidente Jair Bolsonaro. Como reação, parte das pessoas jogou objetos contra os agentes.

Segundo os jornalistas que estiveram no local, o grupo era formado por jovens e se concentrou na via Belludi, uma das rotas que leva para a Basílica de Santo Antônio. Toda a área que dá acesso à igreja foi blindada pelos agentes e, nessa rua, havia seis carros da polícia fechando o trânsito.

Na cidade natal de um dos santos mais famosos da Igreja Católica, Bolsonaro foi à igreja católica para rezar e não havia nenhum evento programado. Nem mesmo os líderes religiosos locais foram receber o presidente brasileiro.

A etapa em Pádua ocorreu após a visita de Bolsonaro a Anguillara Veneta, onde o mandatário recebeu a cidadania honorária por essa ser a localidade onde seu bisavô nasceu. Também a cidade registrou protestos, mas a comitiva presidencial desviou da praça e evitou o protesto. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais