Papa critica países que gastam com armas enquanto proclamam paz

.

Giuseppe Lami/Ansa
Credit...Giuseppe Lami/Ansa

Em mensagem divulgada nesse domingo (10) por ocasião da 60ª Marcha pela Paz, que ocorre entre as cidades de Assis e Perugia, o papa Francisco considerou "escandaloso" que os países gastem "enormes somas de dinheiro" em armamentos enquanto proclamam a paz nas cúpulas internacionais.

O Pontífice lamentou que "infelizmente, ainda hoje, depois de duas guerras mundiais cruéis e de tantas guerras regionais que destruíram povos e países", haja Estados que "ainda gastam enormes somas de dinheiro em armamento".

Segundo ele, os países proclamam a paz desviando o olhar de milhões de pessoas "que não têm o necessário para viver ou que se arrastam numa existência indigna para o homem". "É escandaloso", ressaltou.

Macaque in the trees
Jorge Bergoglio enfatizou que 'o cuidado é o contrário da indiferença, do descarte, de violar a dignidade do próximo, isto é, dessa 'anticultura' baseada na violência e na guerra' (Foto: Giuseppe Lami/Ansa)

No texto lido pelo arcebispo de Assis-Nocera, monsenhor Domenico Sorrentino, Francisco saudou ainda os participantes da marcha pela paz, lembrando o tema escolhido: "Cuidado como novo nome da paz".

De acordo com o líder da Igreja Católica, "no fato de hoje haver uma ampla partilha em torno do valor do cuidar, referindo-se aos outros e ao meio ambiente, podemos reconhecer um sinal positivo dos tempos, que a crise pandêmica ajudou a evidenciar".

"Com o gesto simples e essencial do seu caminhar, vocês afirmam que a cultura do cuidado é um caminho, aliás, é o principal caminho que leva à paz", acrescentou.

Jorge Bergoglio enfatizou que "o cuidado é o contrário da indiferença, do descarte, de violar a dignidade do próximo, isto é, dessa 'anticultura' baseada na violência e na guerra".

Por fim, o Papa advertiu que "é mais do que nunca necessário percorrer o caminho do cuidado: não uma vez por ano, mas todos os dias, no concreto da vida cotidiana, com a ajuda de Deus que é pai de todos e a todos".

"Ele cuida, porque aprendemos a viver juntos como irmãos", concluiu o religioso, invocando a intercessão de São Francisco de Assis e enviando sua bênção.(com agência Ansa)



Segundo ele, os países proclamam a paz desviando o olhar de milhões de pessoas 'que não têm o necessário para viver ou que se arrastam numa existência indigna para o homem'
Jorge Bergoglio enfatizou que 'o cuidado é o contrário da indiferença, do descarte, de violar a dignidade do próximo, isto é, dessa 'anticultura' baseada na violência e na guerra'


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais