EUA estariam pressionando Israel quanto à segurança do porto de Haifa, em construção pela China

Os EUA têm pressionado repetidamente funcionários israelenses para que eles inspecionem o projeto de construção portuária perto de Haifa, operado pela China. O porto é adjacente à maior base naval de Israel, utilizada pela Marinha americana

Foto: Reuters / Nir Elias
Credit...Foto: Reuters / Nir Elias

Fontes contaram ao jornal Breaking Defense que funcionários dos EUA expressam sua principal preocupação em relação à maquinaria pesada que o Grupo Portuário Internacional de Xangai, empresa estatal da China, trouxe para completar o projeto.

Os especialistas em segurança tanto dos EUA, como de Israel, estão cientes da relativa facilidade com que um dispositivo de vigilância pode ser escondido na maquinaria, de acordo com a mídia.

A proximidade do porto à base naval poderia provocar riscos de segurança para Israel e EUA. A preocupação não é que o governo chinês seja capaz de encontrar fraquezas para atacar a base, mas que colete dados de inteligência sobre tecnologias e equipamento militar.

"É possível instalar sistemas de vigilância na maquinaria pesada utilizada no porto e esses sistemas podem transmitir o que veem ou ouvem", disse ao jornal o chefe do Programa de Assuntos Militares e Estratégicos e do Programa de Cibersegurança isralelense, Gabi Siboni.

Washington tem preocupações de segurança de longa data quanto aos investimentos chineses em nações aliadas. Em agosto, o diretor da CIA, William Burns, disse ao premiê israelense Naftali Bennett que os EUA estão preocupados com as empresas tecnológicas e projetos de infraestrutura chinesas em curso em Israel.

Enquanto Israel compartilha alguns receios dos EUA, a realidade é que as companhias americanas não estão dispostas a aceitar todos os projetos. (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais