Maiores do mundo: novas embarcações russas são destacadas pela mídia norte-americana

Credit...

Atualmente, a Rússia está construindo dois navios de assalto anfíbio do Projeto 23900, que devem ser comissionados à Marinha russa em 2025 e 2027.

O contrato para a construção do ambicioso projeto russo foi firmado em maio de 2020, envolvendo um valor de US$ 1,36 bilhão (R$ 7,3 bilhões) por ambas as embarcações.

De acordo com a revista norte-americana Military Watch, o tamanho das embarcações e seu baixo custo chamam a atenção. Os navios de assalto anfíbio poderão deslocar aproximadamente 44.000 toneladas, podendo chegar a 46.000 toneladas, contudo, detalhes de suas características ainda são desconhecidos.

A classe do Projeto 23900 poderá ser o maior navio de assalto anfíbio do mundo, já que teve seu tamanho confirmado pelo vice-ministro russo da Defesa, Aleksei Krivoruchko, durante uma entrevista ao jornal Krasnaya Zvezda.

Com isso, as novas embarcações possivelmente poderão operar tanto como porta-helicópteros e navios de assalto como albergando aeronaves com capacidade de pouso vertical.

Espera-se que cada navio carregue de 12 a 18 helicópteros, dependendo do tamanho e da configuração das aeronaves, e que possa operar em missões médicas e de resgate, além de operações de desembarque e de luta antissubmarino.

As novas embarcações serão denominadas Ivan Rogov e Mitrofan Moskalenko e ambas serão produzidas em Kerch, no extremo leste da península da Crimeia. A cerimônia de início da construção decorreu em 16 de julho de 2020 no estaleiro Zaliv desta cidade. (com agência Sputnik Brasil)