Jornal do Brasil

Internacional

Israel diz que continuará combatendo "presença iraniana na Síria"

Jornal do Brasil

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu declarou nesta terça-feira que Israel prosseguirá em seu combate contra a presença iraniana na Síria, ao mesmo tempo que manterá a coordenação militar com a Rússia.

"Seguiremos combatendo a presença iraniana na Síria e continuaremos com a coordenação de segurança entre os exércitos israelense e russo", disse.

Netanyahu fez a declaração 24 horas depois da Russia ter anunciado o reforço da defesa antiaérea da Síria, depois que um avião russo foi derrubado por engano pelo regime de Damasco quando tentava impedir um ataque israelense.

Desde a destruição deste avião de reconhecimento em 17 de setembro, Netanyahu conversou duas vezes com o presidente russo Vladimir Putin.

"Chegamos a um acordo com Putin para que grupos das Forças Armadas israelense e russa se reúnam em breve", afirmou, antes de viajar a Nova York para a Assembleia Geral da ONU.

Netanyahu expressou "uma profunda e sincera tristeza" pela morte de militares russos, que atribuiu a disparos "irresponsáveis" do exército sírio. Moscou, porém, responsabiliza o governo israelense.

mib-lal/feb/erl/mb/fp



Recomendadas para você