Jornal do Brasil

Internacional

Turquia envia reforços para província síria de Idlib

Jornal do Brasil

Reforços do Exército turco chegaram nesta terça-feira (25) à província síria de Idlib (noroeste), uma semana depois do acordo russo-turco que prevê a criação de uma "zona desmilitarizada" no último bastião insurgente do país em guerra.

Cerca de 35 veículos militares fizeram o trajeto à noite pela autoestrada principal, seguindo da fronteira turca até uma zona perto da localidade de Saraqeb, constatou a AFP.

O comboio estava acompanhado de combatentes da Frente Nacional de Libertação (FNL), coalizão rebelde pró-turca que controla uma parte do território fronteiriço com a Turquia.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirmou que as forças turcas se mobilizaram para vários postos de observação controlados pelo Exército de Ancara na província.

Desde que, no ano passado, Rússia e Irã, aliados do regime de Damasco, e Turquia, apoio dos rebeldes, adotaram um plano para criar "zonas de desescalada" - das quais Idlib faz parte -, as tropas turcas ocupam 12 postos de observação na província.

Na semana passada, Ancara e Moscou anunciaram outro acordo que prevê implementar uma zona desmilitarizada que sirva de separação entre os territórios rebeldes e extremistas de Idlib e as zonas controladas pelas tropas do governo.

Este acordo permitiu evitar uma ofensiva do governo de Bashar al-Assad contra a província. Agências da ONU e organizações humanitárias advertiram que o assalto poderia provocar um "banho de sangue" e a "pior catástrofe humanitária" do século XXI.

Em virtude do pacto, Ancara se compromete a que os grupos insurgentes entreguem todas as suas armas pesadas e que os jihadistas saiam antes de 15 de outubro da futura "zona desmilitarizada" de 15-20 km.

 

str/lar/ah/jmm/mer/feb/bc/erl/tt



Recomendadas para você