Deputado do PDT desabafa: "Do túmulo, Brizola está fuzilando os traidores"

Não é de hoje que o PDT dá claros sinais de que está em franca decadência. Desde a morte do seu mentor, o ex-governador Lionel Brizola, a sigla tem perdido força a cada ano. Para o deputado estadual Paulo Ramos (PDT-RJ), não há outra solução senão renovar toda a liderança do partido. 

Paredão de fuzilamento

Paulo Ramos esteve no Congresso do PDT em Porto Alegre e classificou o partido do qual ele mesmo faz parte como "legenda de aluguel". No site do deputado, é possível conferir parte do desabafo do parlamentar e uma singela mensagem à liderança do partido: "Do túmulo, Brizola deve estar fuzilando os traidores".

Acusações

Para o deputado, e outros membros do partido que compartilham o seu descontentamento, o PDT faz o possível para não se renovar justamente para que a atual liderança siga no poder. Paulo Ramos garante, no entanto, que não tem intenção de deixar o partido, o qual classificou como "sepultura de quadros".