Eleições municipais no olho do furacão

No fundo da a crise que tomou conta do governo de Dilma Rousseff estão as disputas municipais do próximo ano, consideradas decisivas para as eleições de 2014. 

Essa é a avaliação de aliados ao Planalto para o caos que ameaça se instaurar nas relações entre o Executivo e Congresso.

Sinais partidários

Os escândalos em licitações e contratos do governo são interpretados como sinais de que o fortalecimento dos partidos é uma das principais questões em jogo.

Medo de liberar

Um interlocutor do governo acredita que a minoria das irregularidades tenha o enriquecimento pessoal como objetivo. Mas o fato é que o medo se abateu e tem muita gente se recusando a assinar liberação de verbas no Executivo. Temem ver seus nomes envolvidos nos escândalos.