Chance de crescer

A oposição tem assistido aos escândalos do governo de camarote, mas praticamente de mãos amarradas, sem ter muito além a oferecer do que a formulação de pedidos de investigação contra as denúncias — até agora barradas pela base. 

Mas tenta aproveitar ao máximo as oportunidades dadas pelos próprios aliados, que parecem ter assumido o papel dos oposicionistas.

Promessas de campanha

O Instituto Teotônio Vilela (ITV), do PSDB, divulgou carta em que acusa o governo de descumprir “mais uma promessa de campanha” ao efetuar cortes no orçamento que, de acordo com o texto, atingiram a política de combate às drogas, especialmente o crack.

Quase nada

“Até agora, porém, quase nada foi feito: transcorrido um ano e dois meses do lançamento do plano, somente R$ 43 milhões (10,5%) foram liberados pelo governo. Mas, pelo que revelaram os petistas durante a audiência pública, corre-se o risco de que pouca coisa saia, de fato, do papel. Os recursos destinados ao plano de combate ao crack devem cair à metade”, diz a carta.

Garantias

O governo, no entanto, garante que os cortes no orçamento não afetarão os investimentos na área.