Direto de Miami: confira quem prestigiou a mostra competitiva do 15º Brazilian Film Festival Miami

As exibições dos filmes brasileiros na Flórida estão lotando o Colony Theater 

Confira também nosso blog

Casseta e Planeta saiu do ar, mas Maria Paula ainda é adorada pelos fãs. Durante exibição do filme De pernas para o ar, a presença da atriz provocou verdadeiro alvoroço na noite de ontem, dia 22, no Colony Theater, em Miami Beach. Bem-humorada, a atriz, que estava acompanhada do diretor Roberto Santucci, animou o público que foi assistir ao longa que concorre ao Prêmio Lente de Cristal, no 15th Brazilian Film Festival of Miami.

Cleo Pires, que conferiu tudo da plateia, e o produtor de Muita calma nessa hora, Rik Nogueira, estavam entre os convidados. Em tempo: no Brasil, De pernas para o ar levou mais de 3 milhões de espectadores ao cinema. E a gente está aguardando, ansiosamente, a estreia de Maria Paula como escritora. Na Bienal do Livro, ela vai lançar sua primeira obra como escritora. Em seguida, mergulha na continuação para o cinema de De pernas para o ar

Hoje a programação do festival conta com os longas-metragens Muita calma nessa hora, de Felipe Joffily, estrelado por Fernanda Souza, Bruno Mazzeo e Marcelo Adnet, e 180°, de Eduardo Vaisman, com Eduardo Moscovis e Malu Galli.

Mostra Competitiva

Os filmes que concorrem ao Prêmio Lente de Cristal serão exibidos no Colony Theatre, em Miami Beach. A projeção digital fica a cargo da Auwe Digital. Os longas-metragens programados são: Além da Estrada, de Charly Braun; Nosso Lar, de Wagner de Assis; De Pernas Pro Ar, de Roberto Santucci; Desenrola, de Rosane Svartman; Malu de Bicicleta, de Flávio Ramos Tambellini; Bróder, de Jeferson De;Não Se Preocupe, Nada Vai Dar Certo, de Hugo Carvana; Boca do Lixo, de Flavio Frederico; 180º, de Eduardo Vaisman; Cilada.com, deJosé Alvarenga Jr.; VIPs, de Toniko Melo; Qualquer Gato Vira-Lata, de Tomás Portella; Muita Calma Nessa Hora, de Felipe Joffily; eFamília Vende Tudo, de Alain Fresnot.

Já os curtas-metragens no páreo são: Assim Como Ela, de Flora Diegues; 3X4, de Caue Nunes; A Casa das Horas, de Heraldo Cavalcanti; A Verdadeira História da Bailarina de Vermelho, de Alessandra Colasanti e Samir Abujamra; Distantes, de Bruno Peres;Amigos Bizarros do Ricardinho, de Augusto Canini; Ferocidade Entre a Urbe e a Flora, de Márcio B. Venturi; Garoto Barba, de Christopher Faust; O Guardado, de Marcelo Felipe Sampaio e Paulo Alvarenga; a animação Tempestade, de Cesar Cabral; O Bolo, de Robert Guimarães; Cachoeira, de Sergio José de Andrade; O Caso Libras, de Melise Maia; e o documentário Esta Pintura Dispensa Flores, de Luiz Carlos Lacerda.

[email protected]