Zé Roberto alerta: "descarga de adrenalina é preocupante"

A euforia das jogadoras depois da extenuante partida diante das japonesas, por 3 sets a 2, ligou um sinal de alerta no técnico da Seleção Brasileira, José Roberto Guimarães. O comandante do time verde e amarelo ressaltou que a descarga de adrenalina do duelo de hoje pode ser prejudicial para o jogo de amanhã, na final do Mundial Feminino de Vôlei, frente à Rússia, às 8h30 (horário de Brasília).

Segundo Zé Roberto, quando se tem um jogo em que o nível de stress é tão alto como foi o diante das donas da casa, se libera muito Cortisol, um hormônio que aumenta a pressão arterial e o açúcar do sangue, além de suprimir o sistema imunológico.

"Essa descarga de adranalina é na realidade um pouco perigosa, por conta dessa liberação de Cortisol que a gente passou hoje. Menos mal que recebemos o horário de jogo, porque pensei que fosse jogar às 15h. Às 19h30, pelo menos elas conseguem jantar, elas vão dormir lá pela 1h, 2h. Elas foram bem preparadas para aguentar esse ritmo de preparação".

No Twitter, as jogadoras mostraram que Zé Roberto estava certo com relação à dificuldade de baixar a adrenalina. "Boa noite, vou tentar dormir, será difícil", disse a meio de rede Adenízia. "Estou com a Thaisa no quarto. Ela está elétrica aqui, nao vai dormir tão cedo", completou Joycinha.

Sem muito descanso, a Seleção Brasileira volta a pisar em uma quadra na manhã deste domingo, preparatório para o jogo frente às russas. Zé Roberto marcou um treino para as 23h30 (horário de Brasília), horas antes do início do duelo contra as europeias.