Ronaldo decide em pênalti polêmico e coloca o Corinthians na ponta

Ronaldo foi decisivo para o Corinthians na noite deste sábado, no Pacaembu. O atacante sofreu um pênalti polêmico no final da partida contra o Cruzeiro e converteu. A vitória por 1 a 0 deixou a equipe paulista na liderança provisória do Campeonato Brasileiro. O Fluminense tentará recuperar a ponta da tabela no domingo, contra o Goiás.

O Corinthians agora tem 63 pontos ganhos, contra 61 do Fluminense e 60 do Cruzeiro, que se distanciou da disputa pelo título nacional. No domingo de 21 de novembro, o time dirigido por Tite voltará a campo contra o Vitória, no Barradão. O de Cuca receberá o Vasco no mesmo dia, na Arena do Jacaré.

O jogo - O Cruzeiro parecia que jogava em casa nos primeiros 10 minutos de partida. Apesar de toda a festa que a torcida do Corinthians fazia nas arquibancadas do Pacaembu (os ingressos já haviam sido esgotados com bastante antecedência), foi o time mineiro que tomou a iniciativa de atacar.

Ao subir no gramado, o atacante Thiago Ribeiro tinha avisado: "Não tem outro jeito. Vamos jogar para frente, buscando a vitória". Aos 14 minutos, ele teve a primeira grande chance do confronto. Avançou livre de marcação, invadiu a área, passou pelo goleiro Julio Cesar e caiu. Acabou punido com o cartão amarelo, por simulação de pênalti.

O Corinthians demorou a responder. Na véspera da partida, o técnico Tite havia repetido diversas vezes que o equilíbrio emocional faria a diferença nesta "decisão". Mas, aparentemente nervosa e com dificuldades de armação, sua equipe demorou a justificar a euforia dos torcedores. Só chutou uma vez a gol em 20 minutos, através de Elias.

O Cruzeiro também não encantava, embora fosse mais incisivo. O meia argentino Montillo estava muito bem marcado e pouco produzia - do outro lado, Jucilei e Dentinho eram outros que não tinham o mesmo brilho de rodadas anteriores. Cuca e Tite, então, começaram a participar mais do duelo: em pé na área técnica, com gestos e gritos.

O goleiro Fábio fez a sua parte para dar mais emoção ao jogo. Deixou o gol de maneira perigosa, diante de dois jogadores do Corinthians, e acabou sem a bola. Como demorou a finalizar, o time da casa permitiu que o adversário se reorganizasse defensivamente. Ainda assim, o lance trouxe confiança para buscar o gol nos últimos minutos do primeiro tempo.

Ronaldo e Elias chegaram a levantar os torcedores. O primeiro mostrou que está mais veloz ao deixar a marcação para trás e chutar firme da intermediária. A bola passou perto do gol. Já o segundo chegou a driblar Fábio, porém perdeu o ângulo e a oportunidade de abrir o placar. Tudo igual na etapa inicial.

No início do segundo tempo, o Corinthians não perdeu o ímpeto ofensivo. O que não impediu os torcedores de logo pedirem a entrada de Jorge Henrique, recuperado de contusão. Tite decidiu atender aos 18 minutos, quando sacou Bruno César para a entrada do atacante. Já Cuca trocou Montillo, machucado, por Roger pouco depois.

Com as alterações, o Cruzeiro voltou a aparecer no campo de ataque. Foi a vez de Julio Cesar mais uma vez mostrar a sua qualidade, com intervenções importantes. Insatisfeitos com o empate, os dois treinadores entraram em ação novamente. Danilo substituiu Dentinho no Corinthians, e Farías entrou no lugar de Wellington Paulista pelos visitantes.

Quando o nervosismo já começava a tomar conta dos dois times, nos últimos minutos, Ronaldo fez a diferença. O astro dividiu a bola com Gil (que acabou expulso) dentro da área e caiu. O árbitro assinalou o pênalti, o que deixou os cruzeirenses indignados. Sem se importar com as reclamações, aos 43, o Fenômeno cobrou bem e garantiu a vitória por 1 a 0 sobre a sua ex-equipe.