Mesmo após casos de violência, CBF crê em Rio seguro em 2014

Portal Terra

RIO - Em virtude dos casos de violência ocorridos no Rio de Janeiro no último final de semana, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, afirmou, em comunicado emitido nesta segunda-feira, que a cidade estará segura durante a Copa do Mundo de 2014.

No sábado, bandidos invadiram o Hotel Intercontinental, no bairro de São Conrado, e fizeram 35 pessoas reféns em meio a troca de tiros com a Polícia Militar. Ricardo Teixeira afirmou que os acontecimentos classificados como de "extrema gravidade" não interferirão no Mundial, e que tem confiança na política de segurança do Estado.

Confira o comunicado na íntegra a seguir:

Na qualidade de presidente do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014, e tendo em vista o episódio ocorrido no último sábado, no bairro de São Conrado, no Rio de Janeiro, que alcançou repercussão internacional devido a sua extrema gravidade, torno público o seguinte comunicado:

1) Ratifico a confiança e o reconhecimento ao esforço do poder público desenvolvido no Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de combater a violência urbana.

2) Renovo a mais absoluta confiança no poder de planejamento, prevenção e combate à violência que vem sendo comandado pelo governador Sérgio Cabral e pelo seu secretário de Segurança, José Maria Beltrame.

3) Em consequência, e certo de que essa política de segurança será desenvolvida de maneira contínua, posso assegurar à comunidade esportiva que a cidade-sede do Rio de Janeiro terá em 2014 o clima de normalidade necessário para a disputa da Copa do Mundo.