Boca Juniors terá Riquelme contra o Maracaibo, pela Libertadores

Agência EFE

BUENOS AIRES - O meio-campo Riquelme, que não atua pelo Boca Juniors desde 20 de maio por conta de uma ruptura fibrilar, participou do treino deste quarta-feira e será um reforço para tentar levar o clube às oitavas-de-final da Libertadores.

Atual terceiro colocado do grupo 3, o Boca aparece com sete pontos, enquanto o Atlas é o líder, com dez, e o Colo Colo aparece com nove.

Para avançar, o Boca precisa golear em casa o eliminado Unión Maracaibo por quatro gols de diferença para não depender do resultado do jogo entre Colo Colo e Atlas, que se enfrentam no Chile.

Riquelme quer jogar a partida de sábado contra o Newell's Old Boys, pela 11ª rodada do Torneio Clausura argentino, para ganhar ritmo, mas o técnico Carlos Ischia ainda não tomou uma decisão.

Por outro lado, o goleiro Mauricio Caranta, que se machucou no jogo do último domingo com o Gimnasia de Jujuy, também pelo Argentino, sofreu apenas uma contratura na perna direita e deve estar em campo na terça.

Outro fator que pode atrapalhar a equipe a conquistar o bi da Libertadores é a possível transferência do atacante Rodrigo Palacio à Europa.

- Minha prioridade é ficar no Boca. Se vier uma oferta, pensarei bem. Se tiver de ir embora, gostaria de jogar na Espanha - comentou o jogador, negando que tenha recebido ofertas para sair.