Sevilla goleia La Coruña e está com um pé na final da Copa do Rei

Agência EFE

LA CORUÑA (ESPANHA) - O Sevilla goleou hoje o Deprotivo La Coruña por 3 a 0 em pleno estádio Riazor, pela ida da semifinal da Copa do Rei, e praticamente garantiu presença na decisão da competição. O atual vice-líder do Espanhol quebrou dois tabus num só dia: o de não vencer o La Coruña no Riazor há 50 anos e a ausência em finais da Copa do Rei, que durava outros 45.

Surpreendentemente, o time dos brasileiros Renato, Adriano, Daniel Alves e Luís Fabiano tomou a iniciativa do jogo desde o início, sem dar espaços ao La Coruña.

Aos quatro minutos, a equipe comandada pelo técnico Juande Ramos já cobrava seu terceiro escanteio no jogo, com o malinês Kanouté assustando o goleiro uruguaio Munúa. E a equipe não demorou muito a abrir o placar, com o próprio Kanouté: aos 12 minutos, ele concluiu contra-ataque com Adriano e o russo Kerzhakov, batendo Munúa sem dificuldade. Dois minutos depois, o Sevilla fez o segundo com Jesus Navas, em jogada de contra-ataque puxada por Daniel Alves pelo lado direito. A equipe quase fechou o placar antes dos 30, novamente com Navas, mas Munúa defendeu.

Depois do intervalo, o La Coruña tentou reagir colocando em campo mais um atacante, o uruguaio Sebastián Taborda. Porém, foi o Sevilla que continuou mandando em campo. Adriano quase marcou o terceiro, mas perdeu cara a cara com o goleiro. O primeiro chute do time da casa só veio aos 11 minutos, com Arizmendi chutando para defesa tranqüila de Cobeño. Foi o início de uma tímida reação, que não deu em nada.

Nos acréscimos, Luís Fabiano fechou o grande resultado para o Sevilla em cobrança de pênalti sofrido por ele mesmo, em falta do português Jorge Andrade. Agora, só um desastre tira o Sevilla da final da Copa do Rei.

Ficha técnica:

Deportivo La Coruña: Munúa; Coloccini, Andrade, Juanma e Capdevila; Barragán (Taborda, intervalo), Duscher, Juan Rodríguez (De Guzmán, aos 19 minutos do segundo tempo), Cristian; Arizmendi (Sergio, aos 19 min do segundo tempo) e Adrián.

Sevilla: Cobeño; Daniel Alves, Javi Navarro, Defendi e Dragutinovic; Navas (Ocio, aos 39 min do segundo tempo), Poulsen, Martí e Adriano (Maresca, aos 14 min do segundo tempo); Kanouté e Kerzhakov (Luís Fabiano, aos 28 min do segundo tempo).

Árbitro: Rodríguez Santiago (ESP).

Cartões amarelos: Dragutinovic, Daniel Alves e Javi Navarro (Sevilla); Duscher e Jorge Andrade (Deportivo).