Presidente do Arsenal desmente boatos de que o clube seria vendido

Agência EFE

LONDRES - O presidente do Arsenal, Peter Hill-Wood, descartou nesta quarta feira a venda do clube, dando fim aos constantes boatos publicados recentemente pela imprensa britânica.

- Os acionistas do clube preferem manter o controle da equipe em vez de vendê-la a algum estranho. Seria um horror ver que nossa propriedade pode ir parar além do Oceano Atlântico - afirmou hoje o dirigente em declarações publicadas pelo jornal britânico 'The Guardian'

Os rumores surgiram após o multimilionário americano Stan Kroenke comprar 9,9% das ações do clube, além de sua intenção de adquirir mais títulos entre os principais acionistas.

- Os acionistas adoram o Arsenal, são pessoas ricas e não precisam de dinheiro. Não interessa a eles ter alguns milhões de libras a mais em suas contas bancárias - apontou.

Hill-Wood esclareceu que tanto ele como o resto de acionistas estão investindo no clube de futebol Arsenal, e não para fazer dinheiro.

- O clube é administrado para lucro dos torcedores, funcionários e jogadores - completou.