Segue o líder! Botafogo assume a ponta da tabela da Série B ao ganhar do Vasco de 4 a 0 em São Januário

Revoltados com a atuação da equipe, torcedores vascaínos ameaçaram invadir o campo; com a goleada, equipe botafoguense chega aos 62 pontos na competição

Vitor Silva/Botafogo
Credit...Vitor Silva/Botafogo

O 'Clássico da Amizade' entre Vasco e Botafogo na tarde deste domingo, em São Januário, no Rio, teve de tudo, menos um clima de amigos. O Botafogo, que nada tinha a ver com isso, goleou o rival por 4 a 0, pela 34ª rodada, e assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. Marco Antônio, duas vezes, Rafael Navarro e Diego Gonçalves foram os autores dos gols.

O resultado faz com que o Botafogo chegue a 62 pontos, um a mais do que o vice-líder Coritiba, que perdeu para o Náutico, por 2 a 1, no sábado. O Vasco, que já estava em situação delicada em relação ao acesso, continua com 47, em nono lugar, com chances meramente matemáticas de buscar um retorno à elite.

O clima ficou muito tenso desde que o Botafogo abriu 2 a 0 no placar. Na saída para o intervalo o marcador já sinalizava 3 a 0 e o Vasco com um jogador a menos. Com isso, a torcida mandante ficou furiosa e ameaçou invadir o gramado. Uma torcedora chegou a entrar em campo em direção ao vestiário, mas foi contida e levada ao Juizado do Torcedor.

Dezenas de pessoas foram retiradas, enquanto outros foram embora por conta própria. A segurança já havia sido reforçada no meio do primeiro tempo e ganhou mais viaturas da polícia no intervalo.

A partida começou com muitos passes errados no meio-campo, mas quem conseguiu se destacar foi o Vasco. Entretanto, assim como no jogo contra o Guarani, o time cruzmaltino quase abriu o placar e levou o gol em contra-ataque na sequência.

O goleiro Diego Loureiro, do Botafogo fez grandes defesas em chute de German Cano e cabeçada de Ricardo Graça. Após ficar com rebote de escanteio, o Botafogo foi objetivo, pegou a defesa adversária totalmente fora de posição e Marco Antônio saiu na cara do goleiro para marcar aos 11 minutos.

O Vasco sentiu o gol e pouco depois, aos 19, levou o segundo. Após erro na saída de bola, o Botafogo retomou a posse, girou para a esquerda e Diego Gonçalves cruzou na pequena área. Rafael Navarro chegou de trás e, livre de marcação, se jogou para ampliar a vantagem.

O pouco de paciência que restava à torcida acabou e o Vasco passou a jogar sob vaias e protestos. Tanto que até a segurança perto dos torcedores foi reforçada em vista de episódios recentes no futebol brasileiro de invasão de campo.

E para piorar ainda mais, o lateral Léo Matos levou o segundo amarelo e foi expulso aos 27 minutos. Marco Antônio ainda fez o terceiro aos 35 minutos, saindo novamente na cara de Lucão, mas desta vez ele aplicou o drible antes de finalizar.

O cenário de tensão e de amplo domínio do Botafogo não mudou no segundo tempo. Os visitantes fizeram o quarto em lance de escanteio que terminou com cabeçada de Diego Gonçalves. O lance teve revisão confusa do VAR. Após minutos de espera, o árbitro assinalou impedimento, mas voltou atrás e confirmou o gol aos oito minutos.

Além de protestos do seu próprio torcedor, o Vasco ainda teve que aguentar a provocação da torcida rival, que levou caixões com o escudo vascaíno, além de ficar gritando 'olé'. Sem reação, o time cruzmaltino focou na defesa para não levar uma goleada ainda maior.

Na quarta-feira, às 21h30, o Vasco volta a jogar em São Januário, desta vez diante do Vitória, pela 35ª rodada. Já o Botafogo entra em campo na quinta-feira, às 19h, quando visita a Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). (Agência Estado)

 


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais