Com gol nos acréscimos, Vasco evita derrota para o Náutico na Série B

Equipe carioca perde chance de entrar no G-4, enquanto pernambucanos seguem líderes e invictos

Foto: Vitor Brügger / Vasco
Credit...Foto: Vitor Brügger / Vasco

Não era bem o que o Vasco queria, mas o empate por 1 a 1 diante do Náutico na tarde deste domingo, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, teve a sensação de vitória. Isso porque os pernambucanos criaram as melhores chances e poderiam ter definido a partida se não fosse a excelente atuação do goleiro Vanderlei, que realizou ao menos cinco defesas cruciais em São Januário, no Rio de Janeiro. Além disso, o gol heroico de Morato saiu já nos acréscimos do segundo tempo.

O resultado deixa o Vasco, que assumiria a quarta colocação em caso de vitória, com 18 pontos, na sétima colocação, mas pode terminar a rodada em oitavo. O Náutico continua invicto e na liderança, agora com 26 pontos, dois a mais do que o Coritiba, vice-líder, que tem um jogo a menos.

O primeiro tempo pode ser dividido em dois, um antes do gol do Náutico e outro depois. Os dois times começaram buscando o ataque, tanto que no primeiro minuto o time pernambucano finalizou com Marciel e Vanderlei apenas acompanhou.

O Vasco tentava ligação rápida para explorar a velocidade de Gabriel Pec, mas errava nos passes. Principal jogador do elenco, o artilheiro Cano até balançou as redes, mas a arbitragem assinalou rapidamente impedimento.

Até que aos 32 minutos, em uma de suas jogadas características, o Náutico abriu o placar. Jean Carlos cobrou escanteio fechado e Vinícius apareceu antes mesmo da primeira trave para desviar de cabeça.

O gol deixou o Vasco acuado e ainda mais nervoso. Os visitantes aproveitaram e criaram chances para ampliar a vantagem com Jean Carlos e Matheus Trindade, que exigiram boas defesas de Vanderlei. No final, Gabriel Pec arriscou de fora da área, mas isolou, demonstrando bem como estava o psicológico do time vascaíno.

Com as entradas de Juninho e Léo Jabá, o Vasco voltou para o segundo tempo com outra postura, mas era o Náutico quem criava as melhores chances. No começo, Léo Jabá fez boa jogada e chutou rasteiro de fora da área com grande perigo. Os pernambucanos responderam com Kieza, que completou cruzamento de cabeça e exigiu outra grande defesa do goleiro vascaíno. Na cobrança do escanteio, o atacante tentou novamente de cabeça, mas desta vez mandou por cima.

Em outra chance, Náutico roubou a bola no meio-campo e Jean Carlos foi acionado na entrada da área, do lado esquerdo. Ele chutou firme e Vanderlei fez outra defesa importante. O Vasco quase empatou aos 36 minutos, quando o zagueiro Camutanga tentou cortar cruzamento, mandando a bola no travessão. Pouco depois, Cano também arriscou de fora da área, mas sem perigo.

Mas o abafa deu resultado e o empate aconteceu aos 46 minutos. Artur deu lindo passe de calcanhar para Morato, que invadiu a área e chutou muito forte para deixar tudo igual. Antes do apito final, ainda deu tempo de Vanderlei salvar de novo o Vasco em cabeçada de Paiva. A bola ainda resvalou na trave após o goleiro espalmar.

Os dois times voltam a campo já na próxima quarta-feira, às 21h30, pela 13.ª rodada. O Vasco visita o CSA no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), enquanto o Náutico volta a jogar em casa, no Estádio dos Aflitos, em Recife (PE), diante do Brasil de Pelotas-RS. (Agência Estado)