Olimpíada de Tóquio não terá público, diz ministra

Medida pretende frear o avanço da Covid-19 na capital japonesa

Epa
Credit...Epa

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, concordaram nesta quinta-feira (8) em realizar o evento sem a presença de espectadores em função do agravamento da pandemia do novo coronavírus no país.

"Chegamos a um acordo sobre a proibição de espectadores em Tóquio", confirmou a ministra das Olimpíadas, Tamayo Marukawa.

A decisão da organização do megaevento esportivo chegou depois de diversas conversas com autoridades governamentais do Japão e chefes olímpicos e paralímpicos. A medida tem como objetivo frear o avanço da doença no país, principalmente em Tóquio.

A maioria das competições esportivas das Olimpíadas acontecerá em Tóquio, mas algumas modalidades serão disputadas fora da capital japonesa. No entanto, a notícia é mais um duro golpe para o megaevento, já atrasado em um ano por causa da pandemia e afetado por uma série de contratempos.

Em decorrência do agravamento da emergência sanitária na nação asiática, o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, declarou um novo estado de emergência que ficará em vigor por toda a duração das Olimpíadas, entre os dias 23 de julho e 8 de agosto.

Em 24 horas, Tóquio registrou 920 novos casos de Covid-19, maior número de contágios desde o dia 13 de março.(com agência Ansa)