Olimpíada de Tóquio será realizada sob estado de emergência

Governo do Japão reintroduziu a medida em Tóquio

Epa
Credit...Epa

Faltando 15 dias para o início dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, declarou um novo estado de emergência na capital do país em função da pandemia de Covid-19. A medida está prevista para valer até 22 de agosto.

Esse é o quarto estado de emergência anunciado em Tóquio desde o início da emergência sanitária. Além disso, o alerta ficará em vigor por toda a duração das Olimpíadas, entre os dias 23 de julho e 8 de agosto.

Atualmente, a cidade-sede dos Jogos Olímpicos está em um estado de quase emergência, que acabará no domingo (11). Ao contrário de Tóquio, as prefeituras de Saitama, Chiba, Kanagawa e Osaka seguirão nesse estado parcial.

O presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò, afirmou que a medida decretada por Suga é um sinal de "garantia" e "seriedade" dos japoneses.

"Acredito que seja um sinal de garantia e seriedade desse povo, que decidiu sediar os Jogos Olímpico mesmo com dezenas de milhares de credenciados", disse o dirigente em um evento nesta quinta.

Em 24 horas, Tóquio teve 920 novos casos de Covid-19, o maior número de infectados desde o dia 13 de março. No total, o Japão registra mais de 800 mil contaminações e mais de 14,8 mil mortes.

No meio deste clima de insegurança no Japão, a Vila Olímpica foi aberta nesta quarta-feira (7) para as delegações que participarão das Olimpíadas.(com agência Ansa)