Brasileirão: Flamengo é batido pelo Athletico PR e fica mais distante do título

Na Arena da Baixada, Furacão venceu o time carioca por 2 a 1

Robson Mafra/AGIF/CBF
Credit...Robson Mafra/AGIF/CBF

O duelo de rubro-negros pela 32ª rodada do Brasileirão terminou melhor para o Athletico-PR. Neste domingo (24), o Furacão recebeu o Flamengo, na Arena da Baixada, e venceu por 2 a 1, com gols de Abner Vinícius e Renato Kayzer – Gustavo Henrique marcou para o time carioca.

Com o resultado, o Fla segue com 55 pontos, no terceiro lugar da tabela da Série A, enquanto o Athletico, com 42, ocupa a 11ª posição.

O jogo

O equilíbrio marcou o primeiro tempo da partida entre Atlhetico-PR e Flamengo, na Arena da Baixada. Com mais posse de bola, o Fla não conseguiu furar a marcação dos donos da casa nos minutos iniciais e não levou perigo à meta defendida por Santos. Já o Furacão, investindo em contra-ataques, exigiu boas defesas de Hugo. No lance mais perigoso, aos 20, Carlos Eduardo recebeu dentro da área e finalizou firme para boa intervenção do jovem defensor. E, no rebote, o camisa 45 se recuperou rapidamente para evitar o gol de Renato Kayzer, praticamente da marca do pênalti. Mas a pressão dos paranaenses resultou em gol logo depois, aos 24. Nikão recebeu pela direita e inverteu a jogada para o outro lado da área, onde Abner Vinícius apareceu para finalizar de primeira e fazer 1 a 0. Ainda com o domínio da bola, a equipe rubro-negra chegou ao empate aos 33. Arrascaeta cobrou falta da intermediária, e Gustavo Henrique subiu bem para cabecear para o fundo das redes: 1 a 1. Nos instantes finais, Santos e Hugo ainda fizeram mais uma defesa para seus times e o placar seguiu o mesmo antes da saída para o intervalo.

Em busca dos três pontos, os dois times seguiram ofensivos no segundo tempo. O Athletico levou perigo com Nikão e Christian, enquanto o Flamengo teve chances em jogadas com Diego e Arrascaeta. No entanto, o Furacão se postou melhor defensivamente e segurou a pressão dos visitantes. E, já aos 37 minutos, marcou o gol da vitória. Em contragolpe rápido pela direita, Khellven levantou na área, e Kayzer apareceu na marca do pênalti para bater de primeira e vencer Hugo: 2 a 1.(com Ascom CBF)