NAS QUADRAS - Tudo sobre basquete

.

.
Credit....

O começo da NBA mostra que o campeonato cada vez mais parece com os terríveis campeonatos Estaduais de futebol. Sabem quando começa o campeonato e times do interior disparam na frente porque estão treinando desde outubro do ano anterior? Então, é isso. Este fenômeno fica mais claro na Conferência Leste, onde alguns times que estão juntos há mais tempo jogaram pouco ou não jogaram na bolha e se encontram no topo da tabela. Cavs, Hawks e Knicks estão em zona de classificação de playoff, mas talvez somente um destes times consiga se manter nesta posição. Enquanto isso, times como Bucks, Heat e o Raptors patinam. Os Dinos com seu recorde de 1-4 parecem estar sentindo falta do frio canadense e não engrenam na temporada (mais sobre o Tampa Raptors à frente).

De todos os times, o que parece mais acertado neste começo de temporada é o Cleveland Cavaliers (4V- 2D). O time executa um basquete de troca de passes bem legal de ver. Mérito do técnico J.B. Bickerstaff, que reuniu as tropas muito cedo e colhe os frutos agora. Por exemplo, é visível a evolução de Collin Sexton.

Macaque in the trees
O Cavs tem atropelado neste começo de temporada (Foto: .)

Quem sabe, ele sai da sombra de ser o “pick do Nets” que mudaria os rumos da franquia pós-Lebron e possa se concentrar em ser um bom jogador?

Vejam um jogo da Cavs antes que o feitiço acabe. Por enquanto vale a pena.

Busch Gardens

Kumba, Montu, SheiKra são algumas montanhas-russas presentes nos parques temáticos da cidade de Tampa. Todas são radicais nas subidas e descidas, com direito a loopings a toda velocidade. Parece que na temporada 2020/2021 da NBA podemos incluir mais uma atração radical para o estado da Florida: o Toronto Raptors.

Pelo visto, as emoções estão à flor da pele depois das 4 derrotas que o time sofreu. O time canadense que disputa no “Sunshine State” a temporada, devido a restrições de viagem impostas pelo governo canadense, não se encontrou ainda e passa problemas com um dos seus All Stars. Quem apostou em Kyle Lowry como fonte dos problemas errou feio. O bicho pegou mesmo para Pascal Siakam.

O time conseguiu conter qualquer vazamento para a imprensa e redes sociais do motivo pelo qual Siakam acabou suspenso. O jogador viu a vitória de seu time no banco, primeira na temporada, sobre o Knicks e o técnico Nick Nurse foi lacônico: “Gostamos da coisa de uma certa maneira. Todos têm que ser parte disso. É simples” disse o técnico após a vitória.

Curiosamente, surgiram rumores que James Harden poderia aparecer em Toronto. Se for verdade, essa montanha-russa fica cada vez mais interessante. Como dizem nos parques: “Mantenham-se sentados e com as mãos para dentro do carro”.

Dia da Marmota

Um triste roteiro se repetiu para o time do Flamengo em 2020: quando o time era o favoritíssimo para vencer, acabava decepcionando. Aconteceu na decisão do Super 8 em janeiro do ano passado em casa contra o Franca (77 a 73), na Champions contra o Quimsa (92 a 86) e agora contra o Corinthians pelo NBB. Ok, existe o fato de o time ter jogado 24 horas antes às 11 da manhã contra o Mogi. Mas era o time reserva do Mogi.

Mesmo assim pegou muito mal a vitória de um Corinthians que vinha de mais de 15 dias sem um jogo oficial devido a um surto de Covid no elenco. O Flamengo insistiu nas bolas de 3 (3/30!!) que não caíram durante o jogo, viram Ricardo Fischer enlouquecer Yago, Balbi e Fuller que teve toda a liberdade para fechar com 27 pontos. O líder de pontos da Fla foi Yago com apenas 13 pontos.

O Flamengo parece ter um repertório curto e quando o talento individual (Marquinhos, Hetts, Chuzito) não resolvem, o time empaca. O time de Gustavo DeConti conta com a melhora física de Marquinhos, ainda debilitado pela Covid, e a volta de Olivinha para dissipar as nuvens pesadas que apareceram no final do ano.

Macaque in the trees
Fuller do Corinthians transformou a defesa do Flamengo em um bando de loucos (Foto: .)

Renascido

Já o Corinthians tem que colocar a vitória contra o Fla como a pedra fundamental de um novo começo no NBB. Depois de ter 3 derrotas absurdas por situações fora de quadra, 2 por surto de Covid em 8 jogadores e uma por escalação irregular do jogador contra Franca, o time do técnico Demétrius veio com uma intensidade absurda e controlou as ações durante toda a partida. Mesmo quando chegou aos últimos períodos, em que se esperava uma queda de rendimento do Timão devido à inatividade, o time manteve a pegada e deixou os gelados jogadores do rubro-negro arremessarem de 3. E que passe de Ricardo Fischer para a ponte aérea do norte-americano Miller (minuto 5:49 do vídeo)

Sem Covid

Saiu a nova versão do NBB2K para NBA 2K21 com os times desta temporada! Vale uma olhada no Instagram dos caras.



.
O Cavs tem atropelado neste começo de temporada
Fuller do Corinthians transformou a defesa do Flamengo em um bando de loucos