Jornal do Brasil

Esportes

Atlético-PR bate Caracas na Venezuela e se aproxima das quartas da Sul-Americana

Jornal do Brasil

O Atlético-PR deu um largo passo rumo à classificação para as quartas de final da Copa Sul-Americana. Com dois gols de Raphael Veiga, a equipe brasileira bateu o Caracas por 2 a 0, no Estádio Olímpico de la Universidad Central, na capital venezuelana, pela partida de ida das oitavas de final.

Com o resultado, o Atlético pode até perder por um gol de diferença no duelo de volta, na Arena da Baixada, em 3 de outubro. Se devolver o placar de 2 a 0, o Caracas leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outra vitória por dois gols de vantagem garante a vaga aos venezuelanos.

Quem se classificar nesse confronto terá um brasileiro pelo caminho, já que enfrentará Bahia ou Botafogo. Os dois começam a decidir a vaga nas quartas de final nesta quinta-feira, na Fonte Nova, em Salvador.

Mesmo jogando fora de casa, o Atlético-PR foi superior no primeiro tempo e criou as principais jogadas de perigo. O time brasileiro parecia a vontade em campo e tinha mais posse de bola, envolvendo o adversário.

Apesar da superioridade, o Atlético-PR não teve muitas oportunidades de finalização e só conseguiu abrir o placar pouco antes do intervalo. Aos 41 minutos, Jonathan cruzou para a área, Pablo tocou com o peito, Marcinho tentou finalizar, mas foi travado e a bola sobrou para Raphael Veiga, sozinho dentro da área, estufar as redes.

A vantagem da equipe brasileira já era boa com o resultado construído no primeiro tempo, mas ficou ainda melhor. Aos 27 minutos, Marcelo Cirino deixou Pablo cara a cara com Herrera. O goleiro Herrera conseguiu defender, mas o rebote sobrou para Raphael Veiga, de cabeça, marcar o segundo dos visitantes.

A equipe venezuelana até tentou responder nos minutos finais, mas não teve forças para reagir. As melhores chances do time da casa foram em chutes de fora da área, mas com direção errada, mas sem exigir intervenções do goleiro Santos.

FICHA TÉCNICA

CARACAS 0 X 2 ATLÉTICO-PR

CARACAS - Herrera; Fereira, Muriel, Quijada e Añor; Facundo Moreira (Garcés), Kuki Martins e Diomar Díaz (Saggiomo); Canelón, Robert Hernández (Chacón) e Arrieta. Técnico: Noel Sanvicente.

ATLÉTICO-PR - Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho González, Nikão (Marcelo Cirino) e Raphael Veiga (Guilherme); Marcinho (Rony) e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Raphael Veiga, aos 41 minutos do primeiro tempo e aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Andrés Rojas (Colômbia)

CARTÕES AMARELOS - Garcés e Canelón (Caracas); Lucho González (Atlético-PR).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Olímpico de la Universidad Central, em Caracas (Venezuela).

 



Recomendadas para você