Franklin nega irregularidade em negócio denunciado por jornal

O ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, também presidente do Conselho de Administração da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), afirmou que não houve nenhuma irregularidade na licitação da estatal que contratou por R$ 6,2 milhões a empresa Tecnet Comércio e Serviços Ltda, empregadora de seu filho.

A afirmação veio em resposta à reportagem publicada nesta quarta-feira (22) pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre a contratação feita pela estatal da Tecnet, ressaltando que o filho do ministro, Cláudio Martins, é jornalista da RedeTV!, cujo principal acionista é também proprietário da empresa vencedora da licitação.

Martins explicou que na licitação realizada, sem a participação de seu filho, venceu a empresa que ofereceu o menor preço, por meio de um processo de lances sucessivos dos concorrentes em leilão. Segundo ele, em tal modelo, é comum que o preço estimado inicialmente sofra queda, justificando o valor do contrato ter passado de R$ 16 milhões para os R$ 6,2 milhões oferecidos pela Tecnet.

Em resposta à afirmação da reportagem de que o processo teria sido feito às pressas, o ministro disse que se o pregão não ocorresse até o fim de 2009, a EBC perderia os recursos, afetando os planos da empresa. Segundo ele, o processo não se realizou mais cedo porque estava à espera da aprovação do Congresso de projeto de lei que poderia influenciar no orçamento da estatal. c