Sarkozy quer maior liderança da China na economia mundial

A próxima reunião do G20 terá que adotar decisões para estimular a economia mundial e a China terá que desempenhar um "papel maior", afirmou nesta quinta-feira em Pequim o presidente francês, Nicolas Sarkozy, onde foi recebido pelo colega chinês, Hu Jintao.

"Enquanto presidente do G20, nunca imaginei não vir à China para falar a meus amigos chineses sobre as grandes questões econômicas que preocupam o mundo", declarou o chefe de Estado francês, que faz uma visita relâmpago à capital chinesa.

"É necessário que a reunião de cúpula do G20 adote decisões e participe na recuperação do crescimento mundial. É um desafio maior e a China tem um papel essencial", afirmou o ministro francês das Finanças, François Baroin.

Sarkozy tinha previsão de permanecer apenas cinco horas em Pequim para reuniões e um jantar de trabalho sobre a Líbia e a crise das dívidas soberanas.

A próxima reunião do G20, acontecerá em Cannes, sul da França, nos dias 3 e 4 de novembro.