Procon-SP: cheque especial tem maior taxa desde 2003

SÃO PAULO - A taxa para cheque especial em São Paulo teve alta de 0,04 ponto percentual, passando de 9,31% ao mês para 9,35% em abril, atingindo o maior valor desde junho de 2003, quando registrava 9,43%, segundo pesquisa divulgada pelo Procon-SP nesta sexta-feira.

Já a taxa de juros para empréstimos pessoais teve um aumento médio de 0,07% ponto percentual em abril se comparada ao mês anterior, passando de 5,42% para 5,49%. É a maior taxa desde junho de 2009, quando registrava 5,52%.

Bradesco, Itaú e Banco do Brasil foram os bancos que aumentaram as duas taxas. O levantamento foi feito por técnicos da Fundação Procon-SP no dia 05 de abril.

De acordo com o Procon-SP, as expectativas sobre a crise japonesa, a alta no preço dos alimentos e o forte crescimento econômico induzido pelo crescimento da massa salarial causam incertezas no mercado, com impacto na alta dos juros.

As medidas de restrição ao crédito anunciadas pelo Banco Central (BC) tiveram impacto sobre os prazos e juros de financiamento. No entanto,a pesquisa aponta que a busca por linhas de créditos mais caras, como cheque especial e cartão de crédito, continuam.