FMI eleva previsões de crescimento da economia mundial

JOHANNESBURGO - O Fundo Monetário Internacional (FMI) elevou nesta terça-feira as previsões de crescimento mundial para 2011 e para a América Latina, apesar de ter alertado para a existência de uma longa lista de riscos para a economia mundial e os países emergentes em particular.

A instituição prevê um crescimento de 4,4% este ano para o mundo, contra 4,2% previstos em outubro, segundo o relatório de estimativas atualizado e divulgado em Johannesburgo. Para os Estados Unidos, o crescimento será de 3%, contra os 2,3% previstos anteriormente.

A explicação para a mudança foi a decisão de Washington de prolongar durante dois anos as reduções de impostos decididas em 2001 e 2003, o que adicionará meio ponto de crescimento em 2011.

Para a zona euro, a previsão permaneceu inalterada, a 1,5%. Segundo o FMI, a crise da dívida pública no bloco marcará o rumo econômico da região, mas não deve provocar impacto fora dela.

"A recuperação a duas velocidades da economia mundial persiste, de acordo com o Fundo.