Lula chega a Seul e diz que dialogar é melhor do que brigar

Presidente brasileiro afirma que não tem mais idade para brigar

SEUL - Depois de dois dias em Moçambique, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou nesta quinta-feira a Seul, na Coreia do Sul, para participar das reuniões da Cúpula da G20 (as maiores economias do mundo). Ao desembarcar, Lula afirmou que "dialogar é melhor que brigar". Questionado se brigaria com os Estados Unidos, o presidente brincou: "Não tenho mais idade para brigar". Nos úiltimos dias, o governo brasileiro vem criticando duramente os Estados Unidos por conta da decisão do Fed (o Banco Central americano) de injetar US$ 600 bilhões na economia local, o que pode ter o efeito de desvalorizar ainda mais o dólar.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, chegou a dizer que o ideal é definir uma nova ordem no sistema financeiro internacional a partir da multimoeda. Como alternativa, ele sugeriu as moedas yuan (da China), o euro (da União Europeia) e a libra esterlina (da Inglaterra). 

Para Mantega, é necessário que os países adotem soluções para sair da crise e evitar o agravamento da situação por que passam. Ele disse que as economias desenvolvidas devem adotar medidas de estímulo para o mercado interno, enquanto as demais nações devem fazer os ajustes fiscais.

Lula e a presidente eleita, Dilma Rousseff, participarão de cinco reuniões plenárias, o almoço e o jantar com os líderes políticos mundiais, como os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da França, Nicolas Sarkozy, além da primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel.