China tem maior inflação em dois anos

PEQUIM - O índice de preços ao consumidor, principal indicador da inflação na China, foi de 4,4% em ritmo anual no mês de outubro, o mais elevado desde a crise financeira, anunciou o Serviço Nacional de Estatísticas (SNE). A alta é considerável nas comparações com setembro (3,6%), agosto (3,5%) e julho (3,3%).

O resultado ficou acima das previsões dos analistas e da meta do governo, que estabeleceu como objetivo para 2010 manter a inflação abaixo de 3%.

A produção industrial da China, a segunda maior economia do mundo, aumentou 13,1% em outubro, também em ritmo anual.

Os investimentos em ativos fixos nas zonas urbanas na China, índice de investimentos em infraestrutura, aumentaram 24,4% nos primeiros 10 meses do ano, segundo o SNE.

As pressões inflacionárias obrigaram o Banco Central a elevar em 0,25% a taxa básica de juros em outubro, o que fez o mercado temer uma desaceleração da China.