EUA pede que França respeite os direitos dos ciganos

S O PAULO, 15 de setembro de 2010 - Um funcionário do Departamento de Estado norte-americano pediu nesta quarta-feira que a França "respeite os direitos humanos" da comunidade cigana, depois de o presidente francês, Nicolas Sarkozy, promover a deportação desses cidadãos para Romênia e Bulgária.

"Obviamente, os direitos humanos dos ciganos é algo importante para nós, e nós pediremos à França e a outros países que respeitem os direitos humanos dos ciganos", disse o funcionário, que não quis identificar-se.

A França tem sido criticada nas últimas semanas e recebeu ameaça de sanção da União Europeia por sua política de deportação de ciganos.

O governo francês expulsou do país milhares de ciganos, apontados como responsáveis pelo aumento da criminalidade no país, incluindo "mendicância agressiva" e "roubos".

As autoridades francesas alegam que um em cada sete roubos ocorridos em Paris foram cometidos por cidadãos da Romênia, completando que muitos romenos em Paris são da minoria cigana.

A França deportou em torno de 1.000 ciganos de volta para a Bulgária e a Romênia desde o mês passado, e mais de 8.000 ciganos foram deportados desde o início do ano, depois de 9.875 terem sido expulsos em 2009.

(Redação com AFP - Agência IN)