Usina Santo Antônio deve gerar mais 10,5 mil gigawatts/hora

S O PAULO, 23 de agosto de 2010 - A antecipação em um ano do começo de geração da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio deverá possibilitar a geração de mais 10,5 mil gigawatts-hora, uma energia suficiente para abastecer dois terços do Distrito Federal por um ano. O termo aditivo que permite iniciar a operação da usina em dezembro do ano que vem foi assinado hoje na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Segundo Eduardo de Melo Pinto, presidente da Santo Antônio Energia, responsável pela construção da usina, haverá um investimento extra de R$ 150 milhões para a antecipação. O leilão da hidrelétrica, realizado em dezembro de 2007, previa o começo de operação em dezembro de 2012. A Aneel já tinha autorizado anteriormente a antecipação para maio de 2012, e agora o cronograma foi antecipado novamente.

Pinto também garantiu que a empresa está estudando um acréscimo de garantia física da usina, com a implantação de mais quatro turbinas, além das 44 já previstas. Isso geraria um custo adicional de R$ 500 milhões ao projeto, que tem previsão inicial de R$ 13,5 milhões. A energia gerada pela usina passaria de 3.150 megawatts para 3.450 megawatts.

O presidente da Aneel, Nelson Hubner, disse que a Usina Hidrelétrica de Jirau, também deve antecipar seu cronograma da mesma forma, mas o pedido ainda não foi formalizado para a Aneel.

"Eu visitei a obra na semana passada, e com a velocidade que estão sendo implantados os dois empreendimentos, não temos dúvidas de que as duas hidrelétricas devem ser antecipadas", afirmou Hubner. Ele disse que a empresa responsável pela construção de Jirau também pediu a modificação do projeto básico, para aumentar a geração de energia da hidrelétrica. As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)