Índice de atividade dos EUA pode elevar bolsas

S O PAULO, 23 de agosto de 2010 - Apesar da espera pela divulgação do índice de atividade (Fed- Chicago) norte- americano, o viés do dia parece positivo nesta manhã. A divulgação de dados sobre o setor industrial e de serviços na Europa contribuem para o movimento.

Hoje foi revelado que o índice gerente de compras (PMI, sigla em inglês) do setor de serviços da zona do euro caiu para 55,6 pontos em agosto deste ano, ante 55,8 pontos de julho. E o PMI da indústria recuou para 55,0 pontos, frente 56,7 pontos do mês anterior.

Na Alemanha, a atividade do setor de serviços subiu para 58,5 pontos no mês de agosto, em relação aos 56,5 pontos do mês anterior. No setor manufatureiro, o indicador marcou 58,2 pontos neste mês, inferior aos 61,2 pontos de julho. Vale destacar que toda pontuação acima de 50 pontos indica expansão do setor.

"Os dados vieram um pouco abaixo do esperado pelo mercado, mas todos indicaram expansão dos setores, apesar de em menor ritmo do que no mês anterior", avaliou André Prefeito, economista da Gradual Corretora.

Em meio ao cenário, os principais índices acionários da Europa operam em alta nesta segunda-feira. Há pouco, o índice FTSE-100, de Londres, tinha alta de 0,82% aos 5.237 pontos. O CAC-40, de Paris, avançava 0,99%, aos 3.560 pontos e o DAX, de Frankfurt, ganhava 0,43% aos 6.031 pontos.

Já na Ásia, os mercados começaram a semana no vermelho, em um dia caracterizado pelo sentimento de cautela por parte dos investidores. A expectativa pouco otimista em relação a recuperação da economia global e a persistente alta do iene em relação ao dólar, resultou em um baixo volume de negócios nas bolsas asiáticas. E o quadro ainda piorou, pois o mercado aguardava a conversa entre o primeiro-ministro do país, Naoto Kan, e o presidente do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa, esperando medidas para conter a alta da moeda japonesa, no entanto, momentaneamente não ocorreu nenhuma alteração na política monetária nipônica.

Em Tóquio, o índice Nikkei 225 caiu 0,68%, para 9.116,69 pontos, ao mesmo tempo que em Seul, o índice Kospi perdeu 0,44% para 1.767,71 pontos. Já em Xangai, o índice Xangai Composto recuou 0,11% para 2.639,37 pontos, enquanto que em Hong Kong, o índice Hang Seng desvalorizou 0,44% para 20.889,01 pontos.

"O viés do dia só será determinado mesmo após a divulgação do Fed Chicago"", ponderou Perfeito. "Esse indicador agrupa, entre outros, dados sobre o mercado de trabalho e gastos das famílias. Ele antecipa a tendência econômica e deve ter força sobre o mercado", prevê o economista.

Internamente, destaque para o Boletim Focus. Segundo o documento, analistas do mercado financeiro elevaram para 7,10% a expectativa de alta do PIB deste ano, contra prognóstico de 7,09% na semana anterior.

(Carina Urbanin - Agência IN)