Fullerton quer atingir US$ 3 bilhões em ativos

SÃO PAULO, 27 de março de 2008 - A unidade de gerenciamento de fundos da Temasek Holdings, a Fullerton, está a caminho de atingir a meta de US$ 3 bilhões em ativos até junho, já que os investidores alcançaram o "ponto máximo de medo" em meio à crise global de crédito.

A gerenciadora de fundos Fullerton, que supervisiona US$ 2,5 bilhões e mais uma quantia não divulgada do capital da Temasek, acredita que a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) em evitar a falência do Bear Stearns foi um ponto positivo para economia dos Estados Unidos.

O Fullerton ainda está otimista sobre suas perspectivas na Ásia, onde tem a maioria de seus ativos, e informou que a sua meta para gerir US$ 3 bilhões é executável. A Temasek, companhia estatal de investimento do Cingapura, administra um portifólio avaliado em mais de US$ 100 bilhões.

Os principais clientes da Fullerton são pessoas de alta renda que vivem no Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Hong Kong e Cingapura, onde o Fullerton se tornou uma unidade a parte da Temasek em 2003.

O Fullerton planeja expandir seus negócios nos Estados Unidos, Europa, Austrália e Oriente Médio, trabalhando com parceiros locais para vender seus fundos ou distribuí-los diretamente para investidores.

(Redação - InvestNews)