Índice cai seguindo humor norte-americano

SÃO PAULO, 30 de outubro de 2007 - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou leves oscilações durante a manhã e há pouco, operava em baixa de 0,17%, aos 64.935 pontos. O giro financeiro estava em R$ 2,67 bilhões. Na máxima do período, a bolsa paulista chegou aos 65.145 pontos e na mínima atingiu os 64.530 pontos.

Investidores aguardam a decisão do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sobre a taxa básica de juros norte-americana. A reunião, que teve início nesta terça-feira, termina amanhã quando a entidade anuncia o rumo dos juros nos Estados Unidos. A grande maioria dos analistas acredita que o Fomc irá reduzir em 0,25 ponto percentual (p.p.) e afirmam que a surpresa será se a entidade promover um corte de 0,5 p.p. Atualmente, a taxa está em 4,75% ao ano.

A divulgação da queda acima do esperado no índice de confiança do consumidor norte-americano e a publicação dos resultados trimestrais do banco de investimentos UBS - queda de 62% no lucro líquido, primeiro resultado negativo quando analisados os últimos cinco anos - ajudaram a esfriar o ânimo dos investidores. Durante a manhã, as ações da Merril Linch também caíam com a confirmação da saída de Stan O´Neal, diretor-presidente da entidade.

Na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE, na sigla em inglês), o índice Dow Jones Industrial Average operava em queda de 0,4%, aos 13.815 pontos. O S&P 500 caía 0,55%, para 1.532 pontos. E na bolsa eletrônica, o índice composto Nasdaq recuava 0,22%, para 2.811 pontos.

No Brasil, dentre as maiores altas registradas na Bovespa, estão os papéis da Souza Cruz ON, que avançavam 6,02%, a R$ 50,50; Cyrela ON, que registravam ganhos de 5,58%, a R$ 28,19; e Gafisa ON, que subiam 3,61%, a R$ 30,99. No sentido oposto, as ações da Perdigão ON caíam 2,47%, a R$ 46,90; Klabin PN, com queda de 2,15%, a R$ 7,26; e Petrobras PN, com desvalorização de 1,94%, a R$ 81,86.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), o Ibovespa com vencimento em dezembro registrava alta de 0,03%, a 65.620 pontos.

(Vanessa Correia - InvestNews)