À espera do Fed, investidor reduz negócios

SÃO PAULO, 30 de outubro de 2007 - O baixo volume financeiro foi a tônica dos diversos mercados domésticos, enquanto os agentes financeiros aguardam o resultado da reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) que define amanhã o rumo da taxa de juro americana. A expectativa dominante diz que o Comitê vai promover mais um corte de pelo menos 0,25 ponto percentual na taxa, atualmente em 4,75% ao ano. Mas, por outro lado, hoje os analistas ficaram em dúvidas em relação à decisão do Fed, após uma reportagem do Wall Street Journal, dizendo que os membros do Banco Central americano estão discutindo a possibilidade do corte de 0,25 ponto ou estabilidade da taxa. Com isso, os principais índices acionários de Nova York operaram em baixa.

De acordo com Edson Marcellino, diretor da FinaBank Corretora, a estabilidade causaria uma surpresa para o mercado que está dando como certo o corte de 0,25 ponto no juro americano. Para ele, uma série de indicadores fracos e balanços financeiros mostrando perdas por conta dos problemas com o segmento imobiliário dos EUA justificaria a redução dos juros lá fora.

Internamente, o resultado do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) acima do esperado pelos analistas de mercado teve impacto negativo na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) que apontou elevação nas projeções de juros dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) na abertura dos negócios, porém, no final do dia as taxas fecharam sem muitas oscilações. O DI de janeiro de 2010 teve taxa anual de 11,52%, ante 11,51% do ajuste anterior.

A Fundação Getúlio Vargas informou hoje que o IGP-M registrou em outubro alta de 1,05%. Marcellino chama a atenção para o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), um dos componentes do IGP-M, que registrou em outubro alta de 0,49% ante 0,39% de setembro. Dos três grupos componentes do índice, apenas Materiais apresentou avanço em sua taxa, passando de 0,47%, em setembro, para 0,98%, em outubro.

(Maria de Lourdes Chagas - InvestNews)