Petrobras dá mais um dia para a Bolívia

Portal Terra

RIO - A reunião entre a Petrobras e a estatal de petróleo e gás da Bolívia, YPFB, para determinar o valor da indenização a ser paga pelas refinarias da empresa brasileira em território boliviano terminou sem acordo. Esse foi o primeiro encontro entre as partes para se chegar a um acordo. A Petrobras deu prazo até esta quinta-feira para que o governo boliviano faça uma proposta melhor do que os US$ 60 milhões oferecidos inicialmente.

Os jornais bolivianos informam que a Petrobras apresentou uma contraproposta pedindo cerca de US$ 112 milhões pelas duas refinarias em negociação. A estatal brasileira informou adicionalmente que se não recebesse essa indenização poderia recorrer às cortes internacionais contra o governo boliviano.