NET lucra R$ 25 milhões no trimestre

SÃO PAULO, 19 de abril de 2007 - A Net Serviços de Comunicação, operadora do triple play, apresentou lucro líquido de R$ 25 milhões para o primeiro trimestre do ano, o resultado supera em mais de três vezes os R$ 7,2 milhões registrados no primeiro trimestre de 2006. A Brascan Corretora e o banco de investimentos Merrill Lynch estimavam lucro entre R$ 47 milhões e R$ 48 milhões.

No período, as receitas da companhia avançaram 28%, para R$ 561,2 milhões. A geração de caixa, ou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), apresentou crescimento de 30%, para R$ 151,6 milhões, com margem em 27%.

As vendas líquidas de TV por Assinatura no trimestre totalizaram 144,2 mil, apresentando um crescimento de 28,8% em relação a 112,0 mil vendas líquidas registradas no primeiro trimestre de 2006. O churn rate (taxa de desconexão) dos últimos 12 meses de TV por Assinatura apresentou uma leve queda, saindo de 13,5% para 13,4% no primeiro trimestre desde ano. De acordo com a NET, esse nível de churn, que é um dos mais baixos dentro da indústria global, é resultado de uma política adequada de vendas, conveniência dos produtos e serviços, além de ações específicas voltadas para a fidelização, mesmo considerando o crescimento acelerado apresentado.

As vendas líquidas de Banda Larga cresceram 32,8%, totalizando 138,8 mil no trimestre. O churn rate apresentou alta de 13,4%, para 13,8%.

A base de clientes conectados de Banda Larga continuou a crescer em um ritmo forte, atingindo 830,3 mil clientes ao final do 1T07, uma alta de 84% o comparativo anual.

Apenas um ano após seu lançamento, a base de clientes conectados do NET Fone Via Embratel atingiu 257,4 mil, representando uma penetração de 31% sobre a base de clientes do NET Vírtua.

Os custos operacionais apresentaram um crescimento de 20,5%, para R$ 264,9 milhões. No entanto, quando com percentual da receita líquida, esses custos caíram de 50% para 47%, demonstrando que a Companhia vem conseguindo capturar os ganhos de escala que o crescimento tem proporcionado.

(Redação - InvestNews)