Greenpeace fazr protesto contra CTNBio

SÃO PAULO, 18 de abril de 2007 - O grupo de ativistas ambientais, Greenpeace, promoveu um protesto em frente ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) contra a pauta da reunião de hoje da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) que propõe a discussão de 11 pedidos de liberação comercial de alimentos transgênicos, dos quais sete são de milho. De acordo com o comunicado do órgão, para nenhum dos pedidos foi apresentado estudo de impacto ambiental no Brasil.

Além de fazer protesto contra o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, com o argumento que ele não garante a biossegurança brasileira, o Greenpeace entregou uma carta pedindo suspensão dos processos de liberação comercial de novos transgênicos na CTNBio.

Cerca de 15 ativistas levaram para a frente do Ministério um quadro de seis metros quadrados com foto do ministro Sérgio Rezende com logos das empresas Bayer, Syngenta e Monsanto, ironizando com a frase: "Homem do Ano".

"Não é aceitável que o meio ambiente e a alimentação dos brasileiros sejam colocados em risco para beneficiar apenas algumas poucas empresas de biotecnologia. O mais certo seria suspender toda e qualquer liberação comercial de cultivos transgênicos até que o Brasil tenha uma política séria de biossegurança", declara a coordenadora da campanha de engenharia genética do Greenpeace, Gabriela Vuolo.

(Viviane Monteiro - InvestNews)