Governo federal pede esclarecimentos à Ferrero após recall de produtos na Europa

Empresa italiana diz que ainda não foi notificada

Foto: Epa
Credit...Foto: Epa

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão ligado ao Ministério da Justiça, pediu esclarecimentos à Ferrero Brasil após o recall de produtos da marca Kinder em países europeus.

De acordo com o portal Uol, a Senacon quer que a Ferrero "formalize o recall do chocolate Kinder no Brasil ou esclareça as medidas adotadas para evitar a infecção" pela bactéria salmonela. No entanto, caso os produtos em questão não tenham chegado ao mercado brasileiro, a secretaria diz que o procedimento fica arquivado.

Recentemente, foram descobertos na Europa mais de 130 casos de salmonela em produtos Kinder que saíram de uma fábrica na Bélgica, o que levou à retirada de itens da marca em diversos países do continente, como Alemanha, Itália e Reino Unido, e ao fechamento por precaução da unidade de produção afetada.

Em comunicado enviado à ANSA, a Ferrero Brasil diz que "ainda não recebeu qualquer notificação oficial da Senacon sobre possíveis esclarecimentos em relação a episódios de intoxicação por salmonella em produtos da Kinder Europa" e afirma que foi informada do caso pela imprensa.

"Estamos em constante contato com as autoridades em todos os países em que operamos. No Brasil, a Ferrero entrou em contato voluntariamente com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), esclarecendo os fatos e colocando-se à disposição para quaisquer informações adicionais", acrescenta.

A empresa ainda reitera que "o recall voluntário que vem sendo realizado em outros países refere-se apenas a produtos das linhas Kinder Surprise, Kinder Mini Eggs, Kinder Surprise Maxi 100g e Kinder Schokobons fabricados em Arlon, Bélgica". "Estes produtos não são vendidos pela Ferrero no Brasil, portanto não há que se falar em retirada destes itens do país", salienta.

O grupo ainda diz "lamentar" a situação e explica que "a segurança dos alimentos, a qualidade e o cuidado estão em nossa essência desde a fundação da empresa". "Este sério episódio atinge o cerne do que defendemos e tomaremos todas as medidas necessárias para preservar a total confiança de nossos consumidores", conclui a Ferrero. (com agência Ansa)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais