8 de Julho, Dia do Padeiro: profissionais celebram a profissão e transmitem conhecimento aos mais novos

.

Divulgação
Credit...Divulgação

Muito mais que padeiro, Thiago da Cunha, 34 anos, é formador de novos profissionais que dão continuidade ao trabalho de quem acorda cedo para pôr a mão na massa e garantir o pão de cada dia de todos já no café da manhã. Nessa quinta-feira, 8 de julho, é o Dia do Padeiro, data que celebra quem não dorme no ponto e está sempre presente na rotina da maioria dos brasileiros.

Thiago é padeiro do Prezunic na Freguesia, Zona Oeste do Rio. Foi na rede de supermercados carioca, onde trabalha há 13 anos, que ele aprendeu tudo o que sabe da profissão e hoje compartilha o conhecimento com quem está começando.

“Eu não escolhi ser padeiro. Foi a profissão que me escolheu”, relata Thiago, que hoje não se vê trabalhando em outra coisa. “Quando cheguei aqui, iniciei como auxiliar de padaria e fui crescendo, até ser promovido e chegar a chefe da equipe. Amo o que faço”.

Na padaria do supermercado ele divide as tarefas com 10 pessoas, entre padeiros, auxiliares e confeiteiros que também sonham em crescer na atividade. Um dos pupilos é Renan Leôncio, 21 anos. Aos 16, ele entrou no Prezunic como “Jovem Aprendiz”. Hoje, já formado, é quem costuma abrir a padaria todas as manhãs.

“Acordo todos os dias às 4h30 e chego às 5h30 na padaria. Aprendi tudo o que sei aqui e tenho imenso orgulho da minha profissão”, afirma Renan.

Já mirando as próximas gerações, quem está pronto para se formar padeiro é o auxiliar de padaria José Emídio Marques. Aos 23 anos, ele está há 1 ano e 7 meses no Prezunic. Nesse período, realizou toda a preparação e aguarda a realização do próximo processo seletivo para ser promovido:

“Fui muito bem preparado pelo nosso mestre Thiago e estou pronto para conquistar essa promoção”, garante José Emídio.

Mensalmente, o Prezunic produz 70 toneladas de pão francês. Ao todo, 267 profissionais, entre padeiros, confeiteiros e auxiliares produzem 128 tipos diferentes de pães, bolos, doces e tortas na rede de supermercados carioca.

“Não tem pra ninguém. Por mais que, hoje, exista uma enorme variedade de pães bastante sofisticados, o pão francês é imbatível na preferência do brasileiro”, afirma Thiago.

O Dia do Padeiro

A data em que se celebra o Dia do Padeiro é a mesma dedicada a Santa Isabel, padroeira da categoria. Segundo historiadores, ela era rainha de Portugal no século 14, quando uma grave crise levou fome à população. Comovida, sem o conhecimento do rei, Isabel empenhou suas joias e mandou importar trigo de lugares distantes para socorrer quem não tinha o que comer. No entanto, no momento da distribuição, seu marido apareceu e ela escondeu os pães que tinha nas mãos embaixo do avental. O rei percebeu que havia algo estranho e perguntou o que era aquele volume em seu vestido.

“São rosas”, disse a rainha.

“Pois, deixe-me vê-las”, respondeu o rei.

Constrangida, a rainha abriu o avental e caíram rosas frescas no chão. Diante disso, o rei beijou as mãos da esposa e se retirou, enquanto os pobres celebravam o milagre.

Sobre o Prezunic

A primeira unidade do Prezunic foi aberta em 2002. A rede de supermercados atua no Estado do Rio de Janeiro, com um Centro de Distribuição e 30 lojas, com delivery próprio, distribuídas entre a capital, Região Metropolitana e Baixada Fluminense, empregando mais de 5 mil pessoas diretamente. Em 2011, a empresa passou a integrar a Cencosud, um dos maiores varejistas da América Latina, com mais de 50 anos de expertise no setor.