Exportações entre países do Brics totalizaram R$ 2,24 trilhões em 2021, diz governo

...

O secretário especial adjunto de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, João Rossi, informou que as exportações entre os países do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) tiveram um aumento de 32,6% no ano passado, chegando a US$ 451 bilhões (R$ 2,24 trilhões).

O valor foi revelado durante videoconferência da 12ª Reunião de Ministros de Comércio do agrupamento. O encontro antecedeu a 14ª Reunião de Cúpula do Brics, que será realizada nos dias 23 e 24, também em formato virtual.

Já as exportações do Brics para o resto do mundo cresceram 23,4%, atingindo um total de US$ 4,3 trilhões (R$ 21,4 trilhões).

De olho nas cifras e no potencial comercial do grupo, o Brasil quer aprofundar a parceria entre os membros do Brics, acrescentou ele.

"Esses números demonstram não apenas a força do nosso grupo, mas também indicam o nosso potencial inexplorado", declarou Rossi.

Ele também elencou algumas formas de aprofundar a parceria econômica entre seus membros.

"Mais do que nunca, é crucial assegurarmos a abertura, eficiência, estabilidade e resiliência das cadeias de abastecimento globais e regionais, considerando o comércio de bens e serviços", declarou.

De acordo com uma nota do Ministério da Economia, a reunião tratou de pautas discutidas ao longo do primeiro semestre pelo Grupo de Contato sobre Assuntos Econômicos e de Comércio (CGETI, na sigla em inglês), copresidido no Brasil pelos ministérios da Economia e das Relações Exteriores.

"As autoridades debateram questões como sistema multilateral de comércio e reforma da OMC [Organização Mundial do Comércio], economia digital, cadeias de valor, comércio e investimentos para o desenvolvimento sustentável", informou o comunicado. (com agência Sputnik Brasil)

 

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais