Petrobras: 4 diretores acompanham Castello Branco na saída

.

foto: Reuters/Sergio Moraes
Credit...foto: Reuters/Sergio Moraes

A Petrobras informou hoje, quarta-feira, 24 de março, que a diretora executiva Financeira e de Relacionamento com Investidores, Andrea Almeida, e os diretores executivos de Comercialização e Logística, André Chiarini; de Exploração e Produção, Carlos Alberto Pereira de Oliveira; e o de Desenvolvimento da Produção, Rudimar Lorenzatto, comunicaram ao Conselho de Administração que não têm interesse de renovar seus respectivos mandatos para um novo período.

Eles decidiram sair junto com o presidente Roberto Castello Branco, que os convidou para integrar a diretoria, e cujo mandato, que se encerrou em 20 de março, não foi renovado. O governo Bolsonaro acionista controlador da estatal, indicou o general Joaquim Silva e Luna, que era diretor-geral de Itaipu Binacional, para o ocupar a presidência.

Mas, a exemplo de Castello Branco, decidiram continuar nos cargos até que a AGE, de 12 de abril, aprove a indicação de Luna e Silva e dos novos diretores. Atualmente, a diretoria executiva tem oito membros, além do presidente Castello Branco.

Quem pretende ficar

Quatro outros diretores executivos não fizeram qualquer movimento para entregar os cargos, podendo ser aproveitados ou não pelo novo comando. São eles, Marcelo Barbosa de Castro Zenkner, de Governança e Conformidade; Nicolás Simone, Transformação Digital e Inovação; Rodrigo Costa Lima e Silva, de Refino e Gás Natural, e Roberto Furian Ardenghy, que ocupa a diretoria de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade.