Jornal do Brasil

Economia

Irã acusa Trump de ser o "principal culpado" pelo aumento preço do petróleo

Jornal do Brasil

O Irã acusou nesta quarta-feira Donald Trump de ser o "principal culpado" pela alta do preço do petróleo, que segundo o presidente americano é responsabilidade da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

"O principal culpado pela alta do preço do petróleo e a perturbação do mercado é Trump, com sua política ilegal de desestabilização", afirmou o ministro iraniano do Petróleo, Bijan Namdar Zaganeh.

"Trump deseja obter uma redução drástica das exportações de petróleo do Irã e que os preços não aumentem. Mas são duas coisas que não podem acontecer ao mesmo tempo", disse Zanganeh.

"Se deseja que os preços não aumentem e que o mercado permaneça estável, deve cessar sua interferência injustificada no Oriente Médio e deixar de evitar que o Irã produza e exporte seu petróleo", insistiu.

"Não se pode ganhar tudo sem deixar nada aos demais, completou o ministro.

Em um discurso na Assembleia Geral da ONU na terça-feira, Trump criticou a OPEP, ao acusar o cartel de manter os preços do petróleo muito elevados.

"Defendemos muitas destas nações por nada e elas aproveitam para nos impor preços de petróleo maiores", disse, aparentemente apontando diretamente para seus aliados do Golfo Pérsico.

Em maio, Trump retirou unilateralmente seu país do acordo nuclear iraniano de 2015 e retomou uma série de duras sanções econômicas contra a República Islâmica.

Washington restabelecerá uma segunda série de sanções no início de novembro, com o setor energético do Irã no alvo. O objetivo do governo Trump é levar as exportações de petróleo do Irã a "zero", para aniquilar os recursos do país, que a administração republicana acusa de desestabilizar o Oriente Médio.

 

neg-kas-mj/all/me/pc/age/mb/fp



Recomendadas para você