Filme estrelado por Kevin Spacey humaniza agentes durante a tensão econômica de 2008

 

Berlim - A crise econômica de 2008 continua gerando frutos cinematográficos. Margin call, que abriu ontem a disputa pelo Urso de Ouro do 61º Festival de Berlim, oferece uma nova perspectiva sobre a falência do sistema financeiro que causou a dissolução de diversas instituições  e desemprego de milhões de trabalhadores, nos Estados Unidos e no mundo.

Ilustrado por um elenco estelar, que inclui Kevin Spacey, Jeremy Irons e Demi Moore, o filme do estreante J.C Chandor coloca o espectador no olho do furacão  – Wall Street, o distrito financeiro de Nova York – durante as 36 horas que antecederam a primeira bancarrota mundial do século 21.

A história se desenvolve entre os funcionários de uma corretora de valores anônima (não há um logotipo da empresa à vista), que passa por uma demissão em massa. Supervisionada por um grupo de peritos, o profundo corte de pessoal não deixa de fora sequer o chefe do departamento de análises de risco da empresa, interpretado por Stanley Tucci. 

>> Leia a reportagem completa no JB Premium