Audiência de médico acusado de matar Michael Jackson será em janeiro

JB Online

RIO DE JANEIRO - O médico acusado pelo homicídio do cantor Michael Jackson, Conrad Murray, teve sua audiência preliminar marcada para o dia 4 de janeiro.

O médico admitiu ter dado ao cantor, momentos antes de sua morte, o poderoso anestésico propofol; medicamento que pode ter sido um dos componentes da overdose que o matou, em junho de 2009.

Entretanto, Murray se declara inocente do crime de homicídio culposo.