Guy Pearce faz mágico Houdini em 'Atos que Desafiam'

REUTERS

SÃO PAULO - Mágico famoso do começo do século 20, além de ator, roteirista e diretor de filmes, Harry Houdini é o protagonista da produção anglo-australiana 'Atos que Desafiam a Morte', que tem estréia nacional na sexta-feira.

O enredo do filme da diretora australiana Gillian Armstrong ('Adoráveis Mulheres') concentra-se no período final da vida de Houdini, que morreu em 1926, ainda no auge de seu sucesso.

Nele, o mágico (interpretado por Guy Pearce, de 'Amnésia') está em sua ultima excursão pela Europa (1926).

Além dos seus shows de mágica, ele promove uma campanha sombria: quem acertar o que sua mãe disse a ele antes de morrer, por meio de um contato com o espírito da falecida, receberá a quantia de 10 mil dólares -- uma pequena fortuna para a época.

Quando chega a Edimburgo, Escócia, ele é surpreendido pelos encantos da vidente impostora Mary McGarvie (Catherine Zeta-Jones) e sua filha Benji (Saoirse Ronan).

Embora desconfie das habilidades da moça, Houdini chama a imprensa para provar que o paranormal existe e que será registrado.

Enquanto o dia da prova não chega, a aproximação dos protagonistas leva a um previsível romance, mas também a uma descoberta inesperada.

Apesar de bem-produzido, o filme tem uma conclusão um tanto decepcionante, abrindo um leque de interpretações um pouco bizarras sobre a relação do mágico com a mãe.