Lobão fez apresentação marcante no Circo Voador

Leandro Souto Maior, Agência JB

RIO - Lobão se apresentou no Circo Voador, no Rio, nesta sexta-feira, dia 17. O show foi acústico, baseado no repertório do mais recente CD e DVD que lançou.

No repertório, algumas novidades e os sucessos inesquecíveis que ele deixou na história do rock brasileiro. Antes de começar uma sequencia de músicas mais lentas, como "Me Chama" e "Noite e Dia", Lobão disse que depois de fazer o 'Acústico' descobriu que o Lulu Santos é na verdade o 'penúltimo romântico'.

O músico estava muito à vontade no palco, e não faltaram as características 'tiradas' irônicas que sempre marcaram sua trajetória, sobrando farpas para João Gilberto e Marta Suplicy (para quem dedicou os versos "nada como um sorriso burro e paranóico para não perceber a velocidade terrível da queda").

Já na segunda metade do show, Lobão emendou uma sequencia de três clássicos de Raul Seixas, "Maluco Beleza", "Gita" e "Metamorfose Ambulante". Nestas músicas, como é comum nestes 'tributos', a banda estava impecável, reproduzindo nos violões os belos arranjos originais, mas o cantor não estava totalmente preparado para executar as canções. Apesar de esbanjar emoção na interpretação, Lobão ficava lendo as letras e mesmo assim cometeu vários erros, corrigidos em grande estilo pelo público, que cantou em alto e bom som os versos das músicas de Raul Seixas.

Na verdade, o público que encheu o Circo cantou alto praticamente todas canções do show, com destaque para um momento de catarse na hora de "Me Chama", sem dúvida o maior sucesso do roqueiro.

Fechando com chave de ouro o show, durante o hit "Corações Psicodélicos", uma fã mais 'animada' subiu no palco e presenteou o público masculino tirando a blusa e deixando os seios à mostra.

Lobão ainda voltaria para encerrar com "Revanche".